E-mail recebido do Deputado Adolfo Brito

Considerações sobre o pl 128

 

Caro Amigo:
Primeiramente, preciso agradecer sua manifestação e opinião, que recebi via e-mail, de forma democrática, com relação ao Projeto de Lei 128/2006. Após ler e reler, nos últimos dias, centenas de mensagens eletrônicas, cheguei a conclusão,  de que a origem do material repassado ao amigo e demais companheiros, foi no mínimo, idealizada por alguém que quer usar da situação para auto-promoção. As pessoas que conhecem minha trajetória, não só política, mas de vida, sabem que sempre fui incapaz de menosprezar ou discriminar qualquer pessoa, grupo, entidade, etc...Sou, sim, uma pessoa atenta aos anseios, necessidades e problemas daqueles que me procuram.
Portanto, alguma gravação ou cópia de discurso que tenha chegado até o conhecimento do amigo e seus companheiros de hobby, está editada ou encaminhada em partes, pois alguns adjetivos e impropérios atribuídos a mim, não são verdadeiros.
Preciso cientificá-lo que sou um parlamentar que não fica em sala de reunião, pensando em construir factóides. Construo o trabalho diário de meu gabinete e da  minha atividade parlamentar, tendo como base, as opiniões, as sugestões e os pedidos que recebo nas ruas, nas vilas e bairros do interior do Estado. Foi assim, com relação a este Projeto de Lei, que virou polêmico,
antes da hora, pois o caminho até a sua votação, é muito longo.  A matéria, chegou até nós, pois tem preocupado muito, centenas de pessoas dos grande centros, muitas das quais, tenho contato freqüente.
A idéia do Projeto que apresentei, quer, isso sim, abrir diálogo para buscar uma solução aos inúmeros assaltos e roubos, bem como outros delitos, praticados por pessoas, que usam da moto, como meio mais ágil para atingir seus fins, não é o caso, das pessoas de bem, que são os motoqueiros, que utilizam do meio, para passeio e ou locomoção ao trabalho. Isso não quer
dizer que sejam motoqueiros. Aliás, temos inúmeros amigos e familiares que também são motoqueiros. Reitero, não tenho intenção de prejudicar ninguém.
Apresentei o PL 128,  abrindo o assunto, para debater com a sociedade, e espero que todos possam dar sua opinião e buscarmos, assim, juntos, uma solução ao problema. Estou aberto a sugestões. Quero que as pessoas continuem a manifestar-se. Quero contribuições e inclusive, informo que não foram só mensagens com críticas e impropérios, que li e recebi. Também, algumas das mensagens continham dicas ótimas e, asseguro, serão importantes para os objetivos que tracei.
Preciso debater mais a questão do uso do capacete e ou óculos. Falei com pessoas que trabalham em establecimentos comerciais, farmácias, postos de combustíveis e outros...que relataram que quando chega alguém de moto, à noite, com caroneiro (muitas vezes é assalto)...é um pânico!
Quero que ajudem a aperfeiçoar a  proposta que apresentei, pois é preciso olhar à população dos grandes centros que não pode contar, sempre e em qualquer lugar, com um policial a seu lado.
Propus o debate e agora cabe ao amigo e demais companheiros, contribuírem, pois ninguém sabe quem poderá ser a próxima vítima.

Um abraço e obrigado pela atenção.

Adolfo Brito - deputado estadual.